VER A NOSSA HISTÓRIA
(Clica na imagem)

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Maria da Fonte - 10ª Edição

** Este Sábado decorreu a X edição da Maria da Fonte , na Póvoa de Lanhoso, uma prova que nos tem habituado a uma excelente qualidade, seja pelos aspetos da organização, e claro pelos excelentes trilhos e singles, acrescidos da singular beleza da região, seja pela dureza do percurso, motivos de sobra que nos levam a contar já com meia dúzia de participações neste espetacular evento.
** O PEDRO "TRILHOS" desta vez não marcou presença, anda à volta com uma lesão de nível -30 na tabela de dor do salapismo pelo que não repetiu a proeza de açambarcar o DORSAL N.º 1, o melhor que se arranjou foi o N.º 2 e para minha pessoa...
** Também este ano e com a famigerada "mija nos sorteios" do TRILHOS já não lhe ia tocar nada, daí a sua mijaneira ter passado para o SÉRGIO "FUGAS", mafarrico a quem saiu um boné para proteger a careca, no sorteio das fichinhas na linha de meta...
** O PIMENTA "SACA SACA" desta vez chegou muito antes do tempo a Ermesinde para iniciar a viagem até ao destino pelo que não arranjou nenhuma encrenca como é costume. No local, levantou o seu DORSAL N.º 128 na secretaria sem quaisquer problemas e vai daí para a meta que se faz tarde! Espera aí, o dorsal de inscrição do PIMENTA  não era o 108???? Não.... deve ser engano! Camarada César Mendes, perdoa-lhe que ele não sabe o que faz! Ainda se tentou remediar o erro mas não foi possível em tempo útil.
** Durante a viagem até à Póvoa de Lanhoso passamos por uma carrinha cheio de ucranianos com destino provável para a apanha da azeitona. Falso alarme, afinal era a carrinha da logística do VIDINHA e da malta de Água Longa que o acompanhavam e que nos fizeram companhia até ao fim da prova...
** Depois do sorteio de uma bike FOCUS na meta, deu-se a partida pelas 10H10,  sob um sol esplêndido e com paisagens rurais verdejantes , mas com a dureza da primeira metade do percurso a fazer sentir-se, a altimetria não engana e até ao reforço, no topo do Monte de São Mamede, era sempre e sempre a subir.
** Depois das baterias recarregadas no reforço, era tempo de descer vertiginosamente, no meio dos rochedos e dos singles, os quais exigem a máxima concentração e não perdoam qualquer descuido..
** Como temos andado na balda nos últimos tempos, o cansaço e o percurso agreste, um autêntico rompe pernas, já se faziam bem notar nas corpos fatigados destes betetistas.
** A linha de meta já cá cantava, ninguém se tinha aleijado, agora era o merecido descanso dos guerreiros.
** Como tem sido hábito, o almoço era para gente de sustento, a que estes mafarricos responderam presente, o VIDINHA reforçou a dose e as cozinheiras tiveram que esconder a panela...
** Para concluir, mais uma vez a Maria da Fonte não defraudou as nossas expectativas e para o ano esperamos marcar presença novamente, isto se o PIMENTA não resolver "incorporar" o nosso dorsal....

SOUSA "TREPADOR"

Fotos deste Passeio